Terça, 23 de Julho de 2024
18°C 37°C
Augustinópolis, TO
Publicidade

Governo do Tocantins e municípios discutem a política de assistência social em Palmas

Comissão Intergestores Bipartite é um espaço de articulação dos gestores municipais e estaduais de assistência social

26/06/2024 às 13h06
Por: Gazeta do Bico Fonte: Secom Tocantins
Compartilhe:
Comissão Intergestores Bipartite caracteriza-se como instância de negociação e pactuação dos aspectos operacionais da gestão do Suas - Foto: Carlessandro Souza/Governo do Tocantins
Comissão Intergestores Bipartite caracteriza-se como instância de negociação e pactuação dos aspectos operacionais da gestão do Suas - Foto: Carlessandro Souza/Governo do Tocantins

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), juntamente com os municípios discutem a política de assistência social no estado, na 159ª Reunião Ordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB). O encontro ocorre nesta quarta-feira, 26, das 8h30 até às 12 horas, no auditório da Escola Estadual Professora Elizângela Cardoso, em Palmas, e conta com a presença de membros da CIB, técnicos da Setas, e de técnicos e gestores municipais de Assistência Social.

Representando o secretário Jonis Calaça, a secretária executiva da Setas, Alessandra Camargo, afirmou a importância das atividades de discussões e reflexões. “Uma de nossas missões é colocar a assistência social em referência nacional. Portanto, sintam-se amparados pela Setas, para apoiar e destravar os caminhos para que possamos fazer o melhor trabalho no âmbito do Tocantins”, destacou.

Demandas

Na reunião, entre as demandas oriundas de enquete com os municípios está a utilização do recurso do cofinanciamento dos Benefícios Eventuais.

Outra demanda levantada trata das atribuições da equipe do Cadastro Único (CadÚnico) e Programa Bolsa Família (PBF).

A principal demanda da Setas trata da prestação de contas, esclarecimentos e orientações sobre os Benefícios Eventuais.

A diretora do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e Programas Especiais da Setas, Rosane Voltorini, orientou os técnicos e gestores sobre os critérios para a concessão dos recursos nos municípios. “A concessão tem que seguir o artigo 22 da Lei Orgânica de Assistência Social (Loas) e o Caderno de Orientações dos Benefícios Eventuais. Embora os municípios tenham sua própria legislação é necessário seguir a legislação estadual e federal. A concessão tem que ser feita conforme as orientações para que não haja problemas na prestação de contas e posteriormente na hora de receber o repasse”, destacou.

A gerente de Planejamento e Convênios, Helle Seijane, e a Analista da Setas, Sara Almeida, esclareceu sobre a prestação de contas dos Benefícios Eventuais, tratando das principais dificuldades verificadas pela Setas com o intuito de evitar nos próximos repasses que municípios estejam impedidos de receber o recurso.

Outra demanda da Pasta é sobre o Programa Jovem Trabalhador e as orientações sobre o período de recesso do mês de julho e férias dos jovens participantes.

Repasse dos Benefícios Eventuais

O Governo do Tocantins repassou na quinta-feira, 20, mais de R$ 3,7 milhões referente ao cofinanciamento dos Benefícios Eventuais a 110 municípios tocantinenses de pequeno porte I e II, médio e grande porte. Esse recurso visa ao atendimento imediato de necessidades humanas básicas decorrentes de contingências sociais, ou seja, situações inesperadas. O benefício é ofertado pelo município nas situações de nascimento, morte, vulnerabilidade temporária e de calamidade pública.

Os 38 municípios que não foram contemplados com o repasse estão com pendências em suas prestações de contas e após os ajustes necessários também terão direito ao repasse dos valores.

O município de Araguanã é um dos que não receberam o repasse. A secretária adjunta do município, Ângela Maria Rodrigues, afirmou que a prestação de contas já foi regularizada e o município já está apto ao repasse. “Já regularizamos nossa prestação de contas e estamos aguardando esse repasse que é muito importante para o atendimento de nossa população mais carente”, ressaltou.

A diretora de assistência social de Araguaçu, Rayane Abreu, destacou que seu município também não recebeu o repasse por conta de acertos que foram necessários na prestação de contas. “Já fizemos os ajustes e vou dar entrada na documentação ainda hoje para que possamos receber esse repasse o mais rápido possível”, explicou.

A secretária de assistência social de Rio Sono, Maria Eliane Arruda Neres, disse que sempre participa da CIB e que sempre tira muitas dúvidas com a equipe da Setas. Sobre os Benefícios Eventuais, ressaltou que Rio Sono não teve problemas na prestação de contas e que já recebeu o repasse. “Não tivemos problemas com a prestação de contas e já recebemos o repasse. Nosso município é carente e esse recurso atende a muitas necessidades de nossa população. Estamos atentos para assistir a essas famílias”, enfatizou.

Reunião

Na ocasião foram apresentados os informes da Gerência de Gestão do Suas; Gerência de Proteção Social Básica, Bolsa Família e Benefícios; Setor de Serviços da PSB; Setor de Benefícios; Setor Programa Criança Feliz; Setor de Cadastro Único; Gerência de Proteção Social Especial; e Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas).

CIB

A Comissão Intergestores Bipartite é um espaço de articulação dos gestores municipais e estaduais de assistência social, e caracteriza-se como instância de negociação e pactuação dos aspectos operacionais da gestão do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Governo do Tocantins e municípios discutem a política de assistência social em Palmas
Secretária executiva da Setas, Alessandra Camargo, destacou a importância das atividades de discussões e reflexões - Carlessandro Souza/Governo do Tocantins
Governo do Tocantins e municípios discutem a política de assistência social em Palmas
Secretária adjunta do município, Ângela Maria Rodrigues, ressaltou que a prestação de contas já foi regularizada - Carlessandro Souza/Governo do Tocantins
Governo do Tocantins e municípios discutem a política de assistência social em Palmas
Diretora de assistência social de Araguaçu, Rayane Abreu, frisou que seu município também não recebeu o repasse por conta de acertos que foram necessários na prestação de contas - Carlessandro Souza/Governo do Tocantins
Governo do Tocantins e municípios discutem a política de assistência social em Palmas
Secretária de assistência social de Rio Sono, Maria Eliane Arruda Neres, destacou que sempre participa da CIB - Carlessandro Souza/Governo do Tocantins
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Augustinópolis, TO
25°
Tempo limpo

Mín. 18° Máx. 37°

24° Sensação
2.43km/h Vento
35% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h22 Nascer do sol
06h13 Pôr do sol
Qua 37° 20°
Qui 37° 20°
Sex 37° 21°
Sáb 37° 19°
Dom ° °
Atualizado às 21h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,57 -0,05%
Euro
R$ 6,07 -0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,32%
Bitcoin
R$ 399,512,39 -0,14%
Ibovespa
127,859,63 pts 0.19%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio