No Assentamento São Silvestre, zona rural de Augustinopolis, sogro mata genro com tiro de espingarda

Espingarda calibre 20

Uma briga entre parentes no Assento São Silvestre, zona rural de Augustinópolis, terminou com a morte de Francisco Oliveira da Silva, 40 anos, mais conhecido como Pinduca. Ele teria agredido o sogro, identificado como Raimundo Vieira da Silva, que acabou atirando na vítima com uma espingarda. O homicídio foi na tarde dessa sexta-feira (3).

Segundo a Polícia Militar, a mãe da mulher de Pinduca acionou a polícia informando que o genro estava agredindo e ameaçando a esposa. Ao chegar no assentamento, os militares não encontraram Pinduca, que teria saído com a esposa, um cunhado e um amigo da família.

“A guarnição orientou a família a ligar novamente caso a autor retornasse e as agressões se repetissem. Após 40 minutos, a solicitante ligou novamente informando que Pinduca teria retornado a sua residência onde a própria filha quebrava e derruba tudo dentro de casa porque a sua mãe havia chamado a polícia”, relatou a PM.

Durante as discussões, Pinduca teria ameaçado e empurrado o sogro, que pegou uma espingarda, calibre 20, e atirou em Pinduca, que morreu no local. “O autor evadiu-se tomando rumo ignorado. A guarnição diligenciou para tentar localizar o autor, mas não o encontrou”, disse a PM.

O corpo de Francisco Oliveira foi recolhido pelo Instituto Médico Legal de Augustinópolis e, após os exames de praxe, foi liberado para a família. Populares relataram a PM que essa não foi a primeira vez que Pinduca teria se envolvido em brigas com os familiares.

Com  informações Voz do Bico