Graças ao esforço concentrado do Governo do Tocantins, vacina da Covid-19 começa a ser aplicada em integrantes das forças de segurança

Graças ao esforço concentrado do Governo do Tocantins, começou nesta quinta-feira, 15, a vacinação contra a Covid-19 dos integrantes das forças de segurança em todo o Estado. Sensível ao trabalho destes profissionais que estão na linha de frente no cumprimento dos decretos governamentais e no trabalho de manter a segurança da população, o governador Mauro Carlesse se empenhou e junto com as Secretarias de Estado da Saúde e da Segurança Pública incluiu estes profissionais como prioridade para receberem a vacina.

O secretário da Segurança Pública, Cristiano Barbosa Sampaio, agradeceu o empenho do governador Mauro Carlesse e da Secretaria de Estado da Saúde e ressaltou que a viabilização da vacinação foi resultado de muitas reuniões entre as pastas da Saúde e Segurança Pública e, principalmente, da sensibilidade do Governador em implementar a vacina para os profissionais das forças de segurança.

A vacinação

Quem recebeu hoje a primeira dose da vacina Astrazeneca não esconde o alívio e a felicidade de estar sendo imunizado. A papiloscopista Aline Veras é um exemplo. Ao agradecer o Governo do Tocantins e a Segurança Pública, ela afirmou que tomar a vacina é realizar uma nova etapa, especialmente para quem já teve a doença, como é o caso dela. “Tempos difíceis, de trabalho árduo e sem parar um só momento. Receber a vacina é esperança de dias melhores”, disse Aline ao agradecer o trabalho da ciência.

Para o policial civil Osvaldo Rego Oliveira Filho, por sua vez, disse que sente gratidão por estar sendo valorizado pela Segurança Pública e pelo Governo do Estado. Integrante do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), ele observou que ter recebido a primeira dose da vacina traz maior segurança para ele e para os demais integrantes da unidade e que continuará mantendo os cuidados de praxe, lavar as mãos, usar máscara e usar álcool em gel.

Também vacinado nesta quinta-feira, o delegado-chefe da 1ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (1ª DEIC) de Palmas, Eduardo Menezes, disse que a sensação é de alívio. “Para nós que compomos a linha de frente e não interrompemos os serviços, ser vacinado é um alívio”, disse o Delegado ao relatar que ele e sua equipe foram contaminados em serviço e que a vacina, sem dúvida, traz mais tranquilidade e assegura a continuação dos serviços de investigação.

Capital e Interior

A vacinação abrange o contingente da Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Na Capital, as doses foram aplicadas no sistema drive thru, instalado no Quartel do Comando Geral. Pela Polícia Civil, as foram distribuídas para as oito Delegacias Regionais da Polícia Civil (Araguatins, Araguaína, Gurupi, Guaraí, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Dianópolis e Colinas do Tocantins) e a vacinação ocorreu nesta quinta-feira e prosseguirá nesta sexta-feira, 16. As vacinas que estão sendo aplicadas são do laboratório Astrazeneca. A 2ª dose será aplicada daqui há três meses.