Governo do Tocantins se prepara para vacinação do rebanho contra a febre aftosa

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), está se preparando para executar entre os dias 1º e 31 de maio, a primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, seguindo os protocolos sanitários de prevenção contra a Covid-19. Nesta etapa, a expectativa é que os produtores rurais vacinem todo o rebanho de bovídeos (bovinos e bubalinos), estimado em mais de 9 milhões de cabeças, e declarem nos escritórios da Agência, por meio de agendamento.

“Apesar da pandemia, nosso cronograma de vacinação contra febre aftosa está mantido para o mês de maio, assim como ocorreu em 2020. As vacinas estão chegando nos estabelecimentos agropecuários e estamos acompanhando o recebimento para fazermos todos os procedimentos de liberação para comercialização”, destaca o presidente da Adapec, Paulo Lima.

Antecipação da vacinação antiaftosa

De acordo com a Adapec, a partir do dia 11 de abril, está autorizada a antecipação da vacinação contra a febre aftosa para os bovídeos que participarão de leilões nos primeiros dias do mês de maio. O produtor rural não precisará mais cumprir os prazos de carências exigidos após vacinar os animais. A autorização está prevista na Instrução Normativa n° 48, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e assim que o pecuarista vacinar os bovídeos (bovinos e bubalinos) e declarar o ato na Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) poderá a emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA).

O responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires, explica que o produtor que desejar antecipar a vacinação deverá procurar um escritório da Agência mais próxima e assinar um requerimento. “O produtor receberá uma autorização da Adapec para vacinar todos os animais da propriedade, e não só aqueles que participarão de leilões”, afirma João Eduardo.